Home

 ERVAS AROMÁTICAS

»Receitas Culinárias
»Receitas Doces
»Curso Chocolate
»Receitas Regiões
»Receitas Coração
»Receitas p/Vinho do Porto
»Sabores da Lusofonia
»Receitas Internacionais
»Receitas p/Diabéticos
»Receitas Afrodisíacas
»Afrodisíacos
»Jantar a Dois
»Top 10
»Roda dos Alimentos
»Receita da Quinzena
»Queijo da Quinzena
»Cozinha Século XV
»Restaurantes
»Vinhos
»Curso Prova Vinhos
»Vinhos Medicinais
»Vinhos e Gastronomia
»Bê-á-bá das Provas
»Enchidos
»Queijos
»Confrarias Gastronómicas
»Confrarias Báquicas
»Momentos Especiais
»Cocktails
»Bar & Bebidas
»Cafés
»Chás 
»Ervas Aromáticas
»Especiarias
»Glossário
»Conselhos e Truques
»Livros
»Galeria de Arte
»Música
»Crónicas & Cª.
»Tarot e Gastronomia
»Horóscopo Chinês
»Anedotas
»Jornal de Parede
»Destaques
»Bê-á-bá da Ecologia
»Quem Somos
»Colaborações
»Provérbios
»Feriados Nacionais
»Links Essenciais
»Saber & Cultura
»Links
»Copyright
»Estatuto Editorial







 



             Ervas aromáticas

 1-Salsa
 2-Tomilho
 3-Coentros
 4-Eruca
 5-Salva
 6-Folhas de louro
 7-Alecrim
 8-Verbena
 9-Cebolinho
10-Salsa frisada
11-Estragão
12-Manjerona
13-Cebolinho picado
14-Ramo de cheiros
15-Hortelã
16-Manjericão
17-Endro
18-Cerefólio
19-Orégãos
20-Azedas

As ervas aromáticas transformam positivamente os alimentos, e algumas combinações parecem ter nascido para ser mesmo utilizadas: manjericão com tomate, estragão com frango, o tomilho e o alecrim com borrego, e os orégãos com queijo e ovos.
Todavia, as combinações não deverão ser obrigatórias; o que é excitante na cozinha é o facto de haver sempre um grande âmbito para novas experiências e para a possibilidade de novas e bem sucedidas misturas de sabores. 

As ervas aromáticas deverão ser utilizadas frescas, sempre que possível, sendo os orégãos a única excepção, visto que, por qualquer motivo, têm um aroma ainda melhor depois de secos.
A maior parte das ervas pode ser facilmente cultivada.
O tomilho pode ser tão bom fresco como seco, desde que tenha sido seco há pouco tempo.
Sendo actualmente tão fácil obter ervas frescas durante todo o ano, é curioso lembrarmo-nos de que, ainda há pouco tempo, só se conseguiam comprar pequenas embalagens com uma curta variedade de ervas secas. De qualquer forma, muitas das ervas tenras, como o manjericão e a salsa, perdem por completo as suas características quando secas; se tiver grande abundância delas e as quiser conservar, poderá congelar pequenas quantidades em cubos de gelo ou, melhor ainda, conservá-las em azeite, dentro de boiões bem vedados. Assim, depois de ter usado as ervas, o azeite aromatizado poderá ser utilizado para temperar saladas.

Nada se compara à fragrância das ervas frescas em saladas ou espalhadas sobre legumes cozidos e as que têm folhas de belos formatos são excelentes para enfeitar um prato ou decorá-lo. Havendo ervas frescas em casa, não existe a preocupação de o prato ter um aspecto descolorido: desde que o gosto-base da comida seja bom, pode-se melhorar rapidamente o aspecto do prato com algumas ervas, Mesmo os melhores estufados, guisados ou sopas tornam-se mais apetitosos se se espalharem sobre eles ervas picadas, no último momento; são elas também que tornam diferentes os caldos e os molhos.


ESPECIARIAS E ERVAS AROMÁTICAS

Alargue o seu horizonte culinário. Desperte a sua imaginação.

As ervas aromáticas e especiarias enriquecem o sabor dos alimentos, pelo estiveram desde sempre ligadas à arte da culinária. As ervas aromáticas são folhas de plantas frescas ou secas, enquanto que as especiarias são as partes aromáticas: rebentos, frutos, bagas, raízes ou cascas normalmente secas, provenientes de plantas oriundas das regiões tropicais.

JANOTA - O Exotismo natural que dá Um toque de sabor saudável aos seus cozinhados

Descubra os segredos da Dieta Mediterrânica

Janota é uma marca portuguesa na verdadeira asserção da palavra. Tem valores autênticos e uma imagem tradicionalista; tem produtos de qualidade que proporcionam paladares distintos. Desde sempre que esta marca está intimamente aliada às suas raízes tradicionais, à sua origem lusitana, ao universo culinário que a caracteriza.
As Especiarias e Ervas Aromáticas Janota enquadram-se na tradicional Dieta Mediterrânica* adoptada pelos povos da Europa do Sul. Esta dieta, altamente nutritiva, promove saudáveis hábitos alimentares e privilegia o uso de condimentos para realçar o sabor dos alimentos, conferindo-lhes assim sabores exóticos e diferenciados.


* Dieta Mediterrânica

A Dieta Mediterrânica baseia-se numa alimentação equilibrada que se caracteriza por ser
 rica em fibras, gorduras monoinsaturadas, minerais, vitaminas, proteínas de origem vegetal e hidratos de carbono, através do consumo abundante de frutas, cereais e legumes;
 moderada em gorduras poliinsaturadas e proteínas animais, através do consumo moderado de alimentos animais tais como o peixe e a carne de aves e porco;
 pobre em gorduras saturadas, sendo que o azeite é a sua principal fonte de gordura.

Este tipo de alimentação é também peculiar a nível da confecção dos alimentos, sendo que os pratos preparados apesar de conterem muito pouco sal, são muito apaladados devido à utilização de uma vasta diversidade de Ervas e Especiarias.

Este tipo de regime alimentar ajuda a prevenir alguns problemas de saúde, tais como: a hipertensão, os elevados níveis de colesterol sanguíneo e as doenças cardiovasculares.


RECEITAS ESPECIAIS JANOTA

O mundo dos cheiros, especiarias e condimentos pode aumentar o nosso prazer gustativo com novos e excitantes pratos.
Descubra-os, experimente e delicie-se!

Carne de Porco Estufado Picante
Creme Brulée de Trufas Negras com Gelado de Baunilha
Leite Creme com Canela
Tamboril com Molho de Açafrão

| Voltar à página principal |


 

Canais do GASTRONOMIAS e Clube

Receitas Culinárias
Receitas de Doces
Receitas por Regiões
Receitas Afrodisíacas
Receitas da Lusofonia
Receitas Internacionais
Receitas do Coração
Receitas para Vinho do Porto
Receitas para Diabéticos
Receita da Quinzena

TOP 10
Cozinha Sec.XV
 

Chás
Chás
Cocktails
Bar & Bebidas
Vinhos Medicinais
Vinhos

Vinhos e Gastronomia
Bê-á-bá das Provas Vinhos
Enchidos
Queijos

Curso Provas de Vinhos
Curso Chocolate

 

Tarot e Gastronomia
Horóscopo Chinês
Crónicas & Cª.
Ecologia
Roda Alimentos

Ervas Aromáticas
Especiarias
Conselhos e Truques
Glossário
Jantar a Dois

Afrodisíacos
Momentos Especiais
 

Livros
Destaques
Links Essenciais
Links
Saber & Cultura
Feriados Nacionais
Provérbios
Confrarias Gastronómicas
Confrarias Báquicas
Colaborações Especiais
Anedotas
Restaurantes

 

Quem Somos | Contactos | Publicidade | Copyrigh | Estatuto Editorial |
 


1997  Todos os direitos reservados.
O Gastronomias é uma marca  criada pela Arte Digital, Lda.