Home

                                                                                                                         RECEITAS REGIÕES

»Receitas Culinárias
»Receitas Doces
»Curso Chocolate
»Receitas Regiões
»Receitas Coração
»Receitas p/Vinho do Porto
»Sabores da Lusofonia
»Receitas Internacionais
»Receitas p/Diabéticos
»Receitas Afrodisíacas
»Afrodisíacos
»Jantar a Dois
»Top 10
»Roda dos Alimentos
»Receita da Quinzena
»Queijo da Quinzena
»Cozinha Século XV
»Restaurantes
»Vinhos
»Curso Prova Vinhos
»Vinhos Medicinais
»Vinhos e Gastronomia
»Bê-á-bá das Provas
»Enchidos
»Queijos
»Confrarias Gastronómicas
»Confrarias Báquicas
»Momentos Especiais
»Cocktails
»Bar & Bebidas
»Cafés
»Ervas Aromáticas
»Especiarias
»Glossário
»Conselhos e Truques
»Livros
»Galeria de Arte
»Música
»Crónicas & Cª.
»Tarot e Gastronomia
»Horóscopo Chinês
»Anedotas
»Jornal de Parede
»Destaques
»Bê-á-bá da Ecologia
»Quem Somos
»Colaborações
»Provérbios
»Feriados Nacionais
»Links Essenciais
»Saber & Cultura
»Links
»Copyright
»Estatuto Editorial





 

Assine o nosso
Livro de Honra

 

 

Colabore
envie a sua receita
Enviar Receita

 

Neste Roteiro Gastronómico de Portugal revelam-se sabedorias seculares, usos, costumes e, sobretudo, imaginação que, as mais das vezes, nos fazem sentir o pulsar de uma vida, de uma família, de uma região, de um país...

Entendemos também que ao divulgarmos as nossas tradições é uma forma de combate em prol da revitalização do nosso património gastronómico.
A melhor maneira de o preservar é, sem dúvida, a cozinha familiar, em que se renovam as preciosas receitas ancestrais.

Ao longo do litoral a caldeirada portuguesa, tão diferente conforme a região, para não falar das tripas do Porto; das iscas lisboetas, na perdiz à moda de Mirandela, nas sopas de tomate, ovos e queijo do Alentejo, sem esquecer as sardinhas do Algarve.


Clique no Mapa ou no índice das Regiões
para ver as receitas...


Gastronomia - Cozinha Tradicional

A propósito de cozinha tradicional, Fialho d’Almeida, num famoso texto do 3º volume de “Os Gatos”, pronuncia-se sobre o que é o prato nacional:

“Uma composição culinária, característica, inconfundível. Transmite-se por tradição: os estrangeiros não sabem confeccioná-lo, mesmo naturalizados: tendo chegado até nós por processos lentos, e contraprovas de biliões de experimentadores, sucessivamente interessados em o fixar de forma irrepreensível, resulta ser ele sempre uma coisa eminentemente sápida e sadia. Isto o distingue dos pratos “compostos”, quero dizer daquelas mixórdias de comestíveis e temperos, doseados a poder de balança, exclusivamente científicas, nada intuitivas e meramente inventadas.
O prato nacional é como o romanceiro nacional, um produto do génio colectivo: ninguém o inventou e inventaram-no todos: vem-se ao mundo ido por ele, e quando se deixa a pátria, antes de pai e mãe, é a primeira coisa que se lembra.
Em Portugal não há província, distrito, terra, que não registe entre os monumentos locais, a especialidade de um petisco raro, sábio, fino, verdadeira sinfonia de sabores sempre sublime.
                         In "À Mesa com Fialho de Almeida"
 

Agradecimentos

Se é verdade que neste Roteiro Gastronómico se revelam sabedorias  seculares, usos, costumes e, sobretudo, imaginação que, as mais das vezes, nos fazem sentir o pulsar de uma vida, de uma família, de uma região, de um país...
Também é verdade que a sua concretização como Roteiro Regional se deve á vontade que nos anima, estimulados por muitos dos nossos visitantes, sempre dispostos a uma palavra de apoio, de incentivo ou mesmo uma colaboração bem vinda...
E ainda, ao apoio e colaboração da
Editorial Verbo, que desde o primeiro momento se disponibilizou para nos apoiar e cujas edições culinárias a todos recomendamos, pela sua qualidade, bem como do músico Fernando Brito Vintém, com a sua excepcional produção de midis de música portuguesa, o seu empenho na divulgação universal dessa mesma música e o carinho especial que desde a primeira hora nutriu pelo nosso Roteiro Gastronómico e que tanto tem ajudado a enriquecer os seus conteúdos.

Queremos ainda manifestar o nosso apreço às,
Região do Turismo do Alto Minho e Região do Turismo do Algarve e ás Câmaras Municipais de, Vila Velha de Rodão, Figueira da Foz, Sernancelhe, Condeixa, Porto, Covilhã Portimão e Santarém, que, no meio das suas múltiplas tarefas e preocupações com o bem estar das populações, quiseram responder ao nosso apelo e pesquisa, contribuindo com o levantamento gastronómico dos seus concelhos.

A todos, o nosso Bem Hajam.

 








Google

 
Web www.gastronomias.com
www.portugal.gastronomias.com

Copyright © 1997 Arte Digital, Lda.  -  Todos os direitos reservados.
O Gastronomias é uma marca  -  Morada e contacto